Amazon confirma nova sede em Washington e NY

Conforme apontavam rumores, a Amazon divulgou ontem as cidades escolhidas para abrigar a segunda sede da empresa.

O HQ2 será dividido entre Arlington, na região metropolitana de Washington, e Nova York.

Em Nova York, a chegada da gigante do e-commerce divide opiniões.

Para receber a empresa, a cidade de Nova York concederá benefícios fiscais no valor de US$ 1,5 bilhão.

Muitos moradores e políticos se questionam se este valor não seria mais útil para melhorar a infraestrutura da cidade.

“Dar US$ 1 bilhão em dinheiro público a uma das empresas mais ricas do mundo, controlada pelo homem mais rico do mundo, é obsceno e errado“, disse ao Guardian o parlamentar novaiorquino Jimmy Van Bramer.

O bairro de Long Island City, que abrigará a nova sede, está passando por um boom econômico, com aumento de aluguéis.

A chegada da Amazon à região deve reforçar esta tendência e preocupa moradores mais antigos da região.

O HQ2 de Nova York deve receber 25 mil funcionários, muitos com famílias, o que poderá impactar também vagas em escolas.

Outro ponto que pode ser afetado é o metrô, constante alvo de reclamações dos moradores de NY devido aos atrasos e superlotação.

O governador do estado, Andrew Cuomo, comemorou a chegada da Amazon.

Durante o processo de escolha, que a Fast Company classificou como“competição deprimente”, ele chegou a dizer que mudaria seu nome para “Amazon Cuomo” se isso garantisse a vinda da empresa para NY.