Após derrota judicial, Uber deixa Colômbia

O Uber vai deixar de operar na Colômbia após uma derrota judicial.

A Justiça ficou do lado da agência do governo que lida com questões de competição entre empresas.

A agência alegou que o Uber feria as leis do país ao ter vantagens regulatórias sobre os táxis locais.

Em comunicado, o Uber disse que a decisão era “árbitrária”.

A empresa tinha cerca de 2 milhões de usuários e 90 mil motoristas no país.

O Uber também enfrenta problemas jurídicos em Londres, Seattle e Nova Jersey, entre outras cidades.