Apple diz que Google “causou medo” por divulgar falha do iOS

Em comunicado oficial, a Apple criticou um grupo de pesquisadores de segurança do Google por terem divulgado uma falha de segurança do iOS, já comentada por aqui.

“O post do Google cria a falsa impressão de ‘exploração em massa’ para ‘monitorar populações inteiras em tempo real’, causando medo em todos os usuários do iPhone. Não foi esse o caso”, diz o comunicado.

O texto da Apple confirma ainda que os sites que exploravam a falha tinham como objetivo monitorar pessoas da comunidade uigure, uma minoria étnica que vive em uma região da China.

O Google divulgou a falha na semana passada, seis meses após ela ter sido corrigida pela Apple.

Explorando a brecha, era possível montar sites que davam acesso a iPhones assim que eram visitados, sem que o usuário precisasse baixar nenhum arquivo.

Problema deles

O comunicado da Apple foi criticado nas redes sociais, principalmente por minimizar a falha e também as dificuldades da comunidade uigure.

“O comunicado da Apple está entre ‘desapontador’ e ‘revoltante’. Questionar a gravidade do erro nesse caso é como dizer ‘tá tudo bem, não afetou pessoas brancas'”, comentou Alex Stamos, ex-VP de segurança do Facebook.

Acredita-se que cerca de 1,5 milhão de uigures, que têm religião muçulmana, estejam detidos em ‘unidades de retreinamento’ do governo chinês.