Biden suspende venda do TikTok para Oracle

A polêmica venda do TikTok para a Oracle subiu no telhado, pelo menos por enquanto.

O Wall Street Journal informa que o governo Biden suspendeu as tratativas sobre a venda, iniciadas há cinco meses ainda sob a administração Trump.

Segundo o WSJ, o novo governo deve fazer sua própria investigação sobre o suposto risco à segurança nacional que o TikTok poderia representar.

“Vamos criar uma estratégia abrangente para lidar com segurança de dados dos americanos, levando em conta as ameaças atuais. Isso inclui o risco representado por apps

chineses e outras plataformas que operam nos EUA”, disse uma porta-voz do governo ao jornal.

O argumento do risco à segurança nacional foi foi usado pelo governo Trump para tentar forçar a venda do app para uma empresa americana.

A Microsoft foi a primeira candidata a fechar o negócio, mas no fim das contas quem ficou com a preferência foi a Oracle.

A venda, no entanto, estava empacada há meses, em meio a divergências entre o governo Trump e a Bytedance – controladora do TikTok – sobre como a venda seria feita.

O governo Trump preferia uma venda pura e simples, com a Oracle comprando o TikTok e transferindo 100% da operação do app para os EUA.

O acordo entre a ByteDance e a Oracle, no entanto, previa que a Oracle administaria os dados do TikTok nos EUA, mas não compraria diretamente a empresa.

No fim das contas, o prazo para bloqueio do TikTok se esgotou e nada aconteceu.

Pelo menos por enquanto, o app funciona normalmente nos EUA.