CFO da Huawei sofre derrota no Canadá

A Justiça do Canadá decidiu ontem que o processo de extradição de Meng Wanzhou – mais alta executiva de finanças da Huawei – pode continuar a tramitar.

Como já comentado por aqui, os Estados Unidos pedem a extradição de Meng por supostos crimes financeiros no país.

A defesa de Meng tentava barrar o processo sob o argumento de que o Canadá estaria aplicando leis dos Estados Unidos em seu território.

Mas o juiz avaliou que os crimes dos quais Meng é acusada nos EUA seriam também crimes no Canadá, o que abre a porta para a extradição.

Além de CFO da Huawei, Meng Wanzhou é filha do fundador da empresa, Ren Zhengfei, e o processo contra ela nos EUA é mais uma peça na complexa guerra EUA x Huawei.

Nos EUA, Meng é acusada de acobertar atividades de roubo de tecnologia de empresas americanas e viabilizar transferência de tecnologia para o Irã, violando o embargo imposto há anos pelo governo americano.