Chefão da Samsung volta para a prisão

Principal executivo da Samsung em todo o mundo, Lee Jae-yong – conhecido no ocidente como Jay Y. Lee – está de volta à prisão após julgamento na Coreia do Sul.

Ele foi condenado por sua participação em um escândalo de corrupção revelado em 2016, que derrubou a então presidente Park Geun-hye.

A Justiça coreana concluiu que o chefão da Samsung subornou Choi Soon-sil – principal auxiliar da presidente – em troca de vantagens comerciais para a Samsung no país.

Lee já havia sido condenado em 2017, mas foi libertado um ano após a primeira decisão e aguardava em liberdade a conclusão do processo.

Agora, com o caso concluído em definitivo, ele deve cumprir 18 meses de prisão.

O pai de Jay Lee, Lee Kun-hee, falecido em outubro do ano passado, também foi condenado por corrupução por duas vezes, mas não chegou a ser preso.