Conselho deve pedir acesso a algoritmo do Facebook

O Conselho de Supervisão de Conteúdo do Facebook está tentando ter mais acesso aos algoritmos da rede social para entender melhor seu funcionamento.

A informação foi dada por Alan Rusbridger, um dos 20 integrantes do conselho, ao Parlamento Britânico.

“Já estamos um pouco frustrados em apenas dizer ‘deixe’ ou ‘remova’ determinado conteúdo. Podemos fazer várias perguntas ao Facebook no futuro. Mas primeiro temos que entender melhor como funciona a tecnologia. Em algum ponto, provavelmente pediremos para ter mais acesso ao algoritmo. Agora, se vamos entender exatamente como funciona, aí é outra história”, disse.

Rusbridger disse ainda que o conselho será ser expandido para incluir mais pessoas com conhecimento técnico. Os atuais 20 integrantes serão expandidos para 40 nos próximos meses.

“Precisamos de mais pessoas com conhecimento profundo de tecnologia, para que eles nos forneçam informações de forma independente do Facebook. Será bem difícil entender em detalhes como funcionam questões relacionadas à Inteligência Artificial”, afirmou.

O conselho entrou em funcionamento no fim do ano passado e funciona como a “última instância” em polêmicas sobre conteúdo inadequados no Facebook.

No momento, entre outros casos, o conselho avalia se o ex-presidente dos EUA Donald Trump poderá ou não voltar a usar a rede social. Ele foi bloqueado há dois meses.