Contra Huawei, procurador-geral dos EUA sugere comprar rivais

O procurador-geral dos EUA, William Barr, deu uma sugestão incomum para que o país corte de vez seus laços com a Huawei.

Ele sugeriu que o governo compre uma “participação controladora” na finlandesa Nokia e na sueca Ericsson, concorrentes da chinesa na área de infraestrutura de telecom.

Ações da Ericsson e da Nokia subiram na sexta-feira após a declaração de Barr, que já foi advogado-chefe da operadora de telecom Verizon.

A ideia dele, no entanto, não é bem vista por outros integrantes do governo americano.

Poucas horas depois da fala de Barr, o vice-presidente Mike Pence, disse que o melhor caminho é “usar o poder do livre mercado e das empresas americanas” para resolver a questão do 5G.