Diário de Zuckerberg falava em “perfis fantasmas”

Renomado jornalista de tecnologia, Stephen Levy teve acesso aos diários que Mark Zuckerberg mantinha nos primeiros anos do Facebook.

Em longo artigo, na verdade uma prévia de um futuro livro, Levy dá detalhes sobre as anotações de Zuckerberg em seus primeiros anos como líder do Facebook.

Em uma passagem curiosa, Levy menciona que Zuck cogitou a ideia de permitir que os usuários criassem perfis até para pessoas que não usassem o Facebook.

“Seriam perfis para quem não tivesse conta no Facebook. A ideia seria que usuários do Facebook criassem perfis para seus amigos. Depois que um perfil destes fosse criado, qualquer um poderia adicionar detalhes biográficos e interesses”.

A ideia meio maluca de Zuck não foi levada à frente, mas os diários revelam também detalhes de outros fatos importantes da história da rede social.

Um dos episódios foi a famosa recusa de Zuckerberg em vender o Facebook para o Yahoo por US$ 1 bilhão, nos primeiros anos da rede social.

Segundo Levy, Zuckerberg chegou a aceitar a oferta. Mas voltou atrás quando o Yahoo tentou renegociar o valor.