Em seu primeiro balanço pós-IPO, AirBnb divulga prejuízo de US$ 3,9 bi

A AirBnb publicou no fim da semana passada seu primeiro balanço após se tornar uma empresa com ações na bolsa.

E o resultado foi um gigantesco prejuízo de US$ 3,9 bilhões no último trimestre de 2020.

Nesse valor está incluído um empréstimo de US$ 827 milhões feito no ano passado para que a empresa pudesse sobreviver aos efeitos econômicos da pandemia.

O balanço foi o primeiro após o IPO da empresa no fim do ano passado.

Na ocasião, a AirBnb estreou bem na bolsa. As ações se valorizaram nada menos do que 115% no primeiro dia no mercado e a empresa atingiu valor de mercado de US$ 101 bilhões.

Na época, a análise foi de que, apesar do momento de dificuldade, a AirBnb estaria bem posicionada para se sair bem quando o turismo voltasse ao normal.

Com o prolongamento da pandemia, porém, a empresa continua a enfrentar dificuldades para sair do buraco, mesmo após o IPO bem sucedido.