Epic leva batalha contra Apple para Europa

A Epic Games – desenvolvedora do Fortnite – entrou ontem com uma reclamação formal contra a Apple na Comissão Europeia.

Na ação, a Epic alega que “práticas anticompetitivas da Apple eliminaram completamente a competição nas áreas de distribuição de apps e sistemas de pagamentos”.

A empresa alega ainda que os consumidores são prejudicados pelas medidas da Apple e têm que pagar preços mais altos pelos apps.

A ação é mais uma medida da longa batalha entre Apple e Epic, já comentada por aqui.

Para quem não se lembra, em agosto do ano passado a Epic publicou uma atualização do Fortnite com atalho para compras diretamente no site da empresa, sem passar pela Apple.

Com isso, na prática, a Epic cortou a comissão de 30% da Apple em compras feitas por meio da App Store.

O Fortnite foi removido da loja de apps, mas os questionamentos sobre a forma como a Apple exerce seu poder na App Store são cada vez mais intensos.

A briga acabou na Justiça dos EUA, e uma audiência deve ocorrer entre maio e junho deste ano.

Para tentar reduzir as críticas, a Apple anunciou no ano passado que passará a cobrar uma taxa menor, de 15%, para pequenos desenvolvedores de apps.