EUA acusam Huawei de práticas ‘mafiosas’

O Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) abriu ontem formalmente um processo contra a Huawei.

Nele, a empresa é acusada de extorsão e conspiração para roubar propriedade intelectual de seis empresas americanas.

Segundo o DOJ, a Huawei vem violando as leis do país há cerca de 20 anos, com uma estratégia organizada para roubar tecnologias de companhias.

Em um exemplo, o DOJ cita que um funcionário da Huawei foi pego em flagrante em uma feira de tecnologia, desmontando e tirando fotos de um equipamento de uma companhia de telecom dos EUA.

O processo invoca leis de extorsão e conspiração tradicionalmente usadas contra grupos criminosos, como a Máfia.

Entre outros executivos da Huawei, as acusações incluem Meng Wangzhou, VP de Finanças da empresa e filha do fundador da Huawei.

Ela está no Canadá e aguarda julgamento de processo de extradição para os Estados Unidos.