EUA querem parcerias contra Huawei

Os Estados Unidos querem criar parcerias com empresas de telecom para formar uma aliança contra a Huawei no 5G.

Em conferência realizada em Munique, Robert Blair, representante da área de telecomunicações da Casa Branca, disse que uma parceria é “muito diferente de comprar ações com o dinheiro dos contribuintes”.

Ele se referia a declarações de outra figura importante do governo americano, o procurador-geral dos EUA, William Barr.

Como comentado por aqui, há alguns dias Barr sugeriu que os EUA poderiam simplesmente comprar a Ericsson ou a Nokia para criar suas próprias redes 5G sem interferência da Huawei.

Evil Empire

No mesmo evento em Munique, o secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, advertiu que a segurança dos países da OTAN pode ser comprometida caso uma empresa supostamente vinculada ao governo chinês participe de suas estruturas de telecom.

“Confiar em vendedores chineses pode deixar nossos sistemas vulneráveis a manipulação e espionagem. Poderia também prejudicar esforços de inteligência e colaboração entre países”, afirmou.

O discurso foi visto como uma crítica ao Reino Unido, que recentemente autorizou a participação da Huawei em suas redes, sob algumas condições. A França já declarou que deve seguir o mesmo caminho.