Ex-executivos do eBay aterrorizaram casal com aranhas e baratas

Em uma história que parece ter saído das telas dos cinemas, o FBI concluiu que um grupo de ex-executivos do eBay – incluindo ex-CEO Devin Wenig (acima) – coordenou uma campanha para aterrorizar um casal que publicava críticas à empresa na web.

Segundo a investigação, o casal era dono de um modesto blog, o EcommerceBytes. Como o nome indica, o site fala sobre e-commerce e ocasionalmente publicava críticas ao eBay.

Inconformados com as críticas, os executivos resolveram apavorar o casal. O plano incluiu enviar caixas com baratas e aranhas vivas para as vítimas, inscrever o casal em sites de orgias sexuais e ofender os alvos por meio de redes sociais.

Um executivo do eBay chegou a viajar para a cidade onde mora o casal e colocar um GPS no veículo das vítimas.

O plano era tão maquiavélico que, em uma segunda fase, os executivos entrariam em contato com o casal com a falsa intenção de ajudá-los a descobrir os culpados pela campanha.

O objetivo era que o casal ficasse grato ao eBay pela ajuda e passasse a elogiar a empresa.

A campanha ocorreu ao longo de agosto do ano passado, mas, logo após os primeiros contatos das autoridades, o eBay afastou os executivos. Em setembro, todos haviam deixado a empresa.

Então CEO, Wenig foi o responsável pela ordem de “eliminar o casal”, confirma o eBay em documentos da investigação.

Com a formalização do processo, os executivos podem pegar até 5 anos de cadeia e pagar multas de até US$ 250 mil.