Zuckerberg aposta em avatares mais realistas

Nos próximos anos, o Facebook deve focar esforços em criar avatares mais realistas para sua linha de produtos de Realidade Virtual, segundo Mark Zuckerberg.

“Uma das coisas que me animam é capturar movimentos dos olhos e rostos. Para criar uma presença social relevante precisamos que os aparelhos tenham todos os sensores

necessários para gerar avatares mais realistas”, disse o executivo em entrevista ao Information.

Ele falou ainda sobre como a RV deve evoluir nos próximos anos. “Atualmente já existem muitos games bons e alguns outros apps. Mas gostaria de chegar a um ponto em que você consegue realmente fazer contato visual com outra pessoa”.

Na entrevista, Zuckerberg falou também da compra da CTRL-Labs, empresa que desenvolve uma pulseira que interpreta sinais neurais. A ideia é oferecer uma alternativa menos invasiva a iniciativas que estudam a inserção de chips em cérebros, como a Neuralink, de Elon Musk.

“Não acreditamos que ninguém queira fazer um furo na cabeça para usar RV ou RA. Essas tecnologias têm boas aplicações na área médica, mas não creio que devem chegar a um produto comercial nem tão cedo”, disse Zuck.