Facebook rebate críticas de moderadores

Ontem comentamos por aqui sobre a carta aberta enviada por moderadores do Facebook a Mark Zuckerberg.

Nela, eles se queixavam de ter que trabalhar no escritório e ficarem vulneráveis em tempos de pandemia, entre outros pontos.

No fim do dia, o Facebook respondeu às críticas. À CNBC, Guy Rosen, um dos VPs da empresa, defendeu a atual política do Facebook para segurança do trabalho.

Segundo Rosen, alguns dos moderadores ainda têm que trabalhar no escritório por conta da natureza do conteúdo analisado.

“Não conseguimos tranferir para home office a análise de conteúdos mais sensíveis. Não é o tipo de conteúdo que queremos que as pessoas analisem de casa, próximas de suas famílias”, disse o executivo.

O executivo disse ainda que o Facebook tem tomado todas as precauções necessárias para tornar seus ambientes de trabalho seguros.

Entre as medidas tomadas estão menos pessoas nos escritórios, checagem de temperatura e uso obrigatório de máscaras.

Pela primeira vez, a empresa deu números sobre a remoção de itens de discurso de ódio. Segundo a empresa, 22 milhões de conteúdos deste tipo foram removidos do Face e do Instagram no terceiro trimestre deste ano.