Fornecedores da Apple diminuem produção

Companhias chinesas que fornecem componentes e montam produtos da Apple estão diminuindo o ritmo de produção.

Segundo o Financial Times, a Foxconn, maior fornecedora da Apple, interrompeu as contratações em algumas de suas fábricas e também está dispensando trabalhadores temporários.

A situação se repete na fábrica de Shangai da Pegatron, outra importante fornecedora da Apple.

A queda na produção é obviamente efeito da pandemia de coronavírus. Todas as lojas da Apple na Europa e nos Estados Unidos estão fechadas desde o mês passado e não devem voltar a abrir nos próximos dias.

E as vendas online de smartphones foram duramente afetadas pelas incertezas econômicas decorrentes da pandemia. Na semana passada, um analista do Goldman Sachs previu que as vendas do iPhone devem cair 36% no atual trimestre, em comparação com o primeiro tri do ano.

Pelo lado bom, a Apple tem mais de US$ 200 bilhões em caixa, mais do que suficiente pra passar com tranquilidade pelos próximos meses.