Foxconn emprega jovens de forma ilegal para fabricar produtos da Amazon

Documentos obtidos pelo Guardian revelam o que seria uma operação de trabalho ilegal na linha de produção dos produtos Alexa, da Amazon.

Os produtos são fabricados na China, pela Foxconn, que é acusada de empregar adolescentes ilegalmente.

Segundo o Guardian, a Foxxcon teria contratado jovens entre 16 e 18 anos para reforçar a linha de produção dos produtos da Amazon.

Na China é permitido que jovens acima de 16 anos trabalhem em fábricas, mas com jornada de trabalho reduzida.

No caso da Foxconn, os jovens estariam sendo obrigados fazer horas extras, violando as leis locais de trabalho.

Ao Guardian, a Foxconn admitiu que os jovens foram contratados de forma irregular e afirmou que tomará providências para corrigir a situação.