França e Alemanha querem padrões para plataformas de nuvem

Os governos da França e da Alemanha anunciaram que pretendem criar um novo padrão para plataformas de nuvem na Europa.

O objetivo seria reduzir a dependência de empresas americanas – notadamente Amazon, Microsoft e Google – e aumentar o controle sobre como dados de europeus são tratados.

Atualmente, as grandes empresas americanas dominam o mercado de nuvem e, com servidores espalhados em todo o mundo, nem sempre adotam as regras desejadas pela União Europeia.

Denominado Gaia-X, o projeto estabeleceria padrões para armazenamento de dados em servidores localizados na União Europeia. Todo o processo, claro, estaria submetido às regras da GPDR, conjunto de leis que regula dados no bloco.

“Não somos a China, nem os EUA. Somos países europeus com nossos valores e interesses econômicos”, disse o ministro da Economia da França, Bruno Le Maire.

O passo inicial será a criação de uma fundação para tocar o projeto. Um dos objetivos do Gaia-X é facilitar a migração de dados de uma nuvem para outra, e os criadores esperam que os primeiros serviços compatíveis sejam oferecidos no ano que vem.