Governo Trump ignora prazo de bloqueio do TikTok

O governo Trump simplemente ignorou a data limite para a venda do TikTok nos EUA.

O prazo expirou na sexta-feira, mas oficiais do governo comunicaram à ByteDance que não vão punir a empresa por descumprir o prazo.

Como já extensamente comentado por aqui, o governo Trump resolveu forçar a venda do TikTok para uma empresa americana, sob pena de bloqueio do app nos EUA.

As negociações envolvendo Walmart e Oracle pareciam caminhar bem, mas acabaram emperrando.

A expectativa, no entanto, é que a venda do TikTok para a parceria Oracle/Walmart seja finalizada antes do dia 20 de janeiro, quando Joe Biden assume a presidência dos EUA.

Com mais de 100 milhões de downloads nos EUA, o TikTok acabou envolvido nas tensões políticas e comerciais que envolvem os americanos e a China.

Segundo o governo Trump, o TikTok poderia ser usado pelo governo chinês para obter dados e espionar americanos, representando portanto uma ameaça à segurança nacional dos EUA.

Por isso, o governo Trump resolveu impor a venda do aplicativo para uma empresa “100% americana”.