Hackers estão de olho nas eleições dos EUA

Em post publicado ontem, a Microsoft alerta para o aumento das atividades de hackers à medida que se aproximam as eleições de novembro nos Estados Unidos.

Segundo a MS, três grupos de hackers são os mais ativos: o russo Strontium, o chinês Zirconium e o iraniano Phosphorus.

O russo Strontium atacou mais de 200 organizações ligadas de algum modo às campanhas, incluindo partidos, escritórios de advocacia e consultoria política.

O Zirconium realizou milhares de ataques nos últimos 12 meses e obteve sucesso em 150 casos, segundo a MS.

O Phosphorus tentou obter dados de pessoas ligadas à campanha do presidente Donald Trump.

A Microsoft diz que, pelo menos por enquanto, não tem nenhum dado sobre possíveis ataques ao sistema de apuração de votos das eleições.