Herdeiro da Samsung não passará empresa para filhos

Em um raríssimo pronunciamento público, Jay Y. Lee, atual chefão da Samsung, pediu desculpas por erros de sua administração e revelou que o controle da empresa não será passado para seus filhos.

“Falhamos em atender as expectativas da sociedade e desapontamos pessoas por não termos respeitado leis e padrões éticos”, disse Lee em seu discurso.

Lee, de 51 anos, passou um ano preso e foi libertado em 2018 após um escândalo de corrupção que acabou com a deposição da então presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye.

Ele foi acusado de subornar oficiais do governo para obter vantagens para a Samsung.

Uma decisão provisória libertou o executivo, mas ela foi derrubada e ele corre o risco de voltar a ser preso.

O pedido de desculpas e o fim do controle familiar sobre a empresa seriam parte de uma estratégia para tentar evitar uma nova prisão, informa a Reuters.