Huawei violou embargo ao Irã, diz agência

Documentos internos da Huawei obtidos pela Reuters indicam que a empresa enviou equipamentos eletrônicos para o Irã, violando o embargo imposto pelos EUA ao país do Oriente Médio.

Segundo a Reuters, os equipamentos, fabricados pela HP, foram enviados pela Huawei ao Irã no fim de 2010.

Eles seriam usados na infraestrutura de telecomunicações iraniana.

De acordo com a Reuters, os documentos são a maior prova até o momento do envolvimento da Huawei em atividades ilegais nos EUA.

Os documentos revelados pela Reuters estão relacionados aos processos contra Meng Wangzhou, filha do fundador da Huawei e chefe das finanças da empresa.

Como já comentado por aqui, ela atualmente está impedida de sair do Canadá, onde aguarda decisão do pedido de extradição feito pelos EUA.

A revelação deve dar força ao governo dos EUA em seus esforços para banir a Huawei dos projetos de 5G em outros países, amplamente comentados por aqui.