Intel diz que Qualcomm a forçou a deixar o mercado de modems

Em post publicado no site da empresa, a Intel acusou a Qualcomm de tê-la forçado a abandonar o mercado de modems 4G/5G para smartphones.

“Investimos bilhões em produtos inovadores que chegaram aos iPhones, incluindo o iPhone 11. Mas a Intel não conseguiu superar as barreiras artificiais e intransponíveis criadas pelo esquema da Qualcomm e foi forçada a sair do mercado este ano”, escreveru Steven R. Rodgers, consultor jurídico da Intel, na publicação.

As acusações do post também foram incluídas em um processo na Justiça dos EUA, no qual a Qualcomm tenta anular uma decisão antitruste.

A Intel defende que a decisão seja mantida. O processo de apelação deve começar em janeiro.

Numa decisão tomada em maio, a juíza Lucy Koh escreveu que as práticas de licenciamento de patentes da Qualcomm “estrangularam a concorrência” no mercado de modems para smartphones.

Ela ordenou que a empresa renegociasse os contratos de licenciamento a preços razoáveis.

A Qualcomm recorreu da decisão e ganhou uma pausa na execução da ordem durante a tramitação do recurso.