iPhone com 5G pode ficar para 2021

Com o lançamento das redes 5G em vários países, grandes fabricantes de smartphones também lançarão seus primeiros aparelhos 5G neste ano.

A exceção é a Apple, que só deve ter iPhones 5G no fim de 2020, e mesmo esse prazo pode não ser cumprido. 

Uma reportagem da FastCompany afirma que a Intel está com muitas dificuldades para produzir modems 5G para os iPhones a serem lançados em 2020.

A matéria diz que há dificuldades técnicas e tambémdesentendimentos entre a Intel e a Apple.

Segundo a reportagem, a Apple é uma “cliente difícil” e a Intel acabou aceitando a parceria por uma margem de lucro bem menor do que a habitual.

A FastCompany menciona ainda que a Apple, além de “pagar pouco”, está pressionando fortemente a Intel para adiantar as entregas do projeto.

Com isso, a Intel estaria deixando de lado outros projetos de áreas mais lucrativas.

Ainda segundo a reportagem, a Apple teria sondado a Samsung e MediaTek como possíveis fornecedoras de modems, mas as negociações não avançaram.

Rixa com a Qualcomm

A novela do 5G no iPhone existe apenas porque a Apple está “tretada” com a Qualcomm, tradicional fornecedora de modems para o iPhone.

A relação entre as empresas azedou há cerca de três anos devido a uma série de disputas de patentes, ainda em curso.

Fontes internas da Apple disseram à FastCompany que o caminho mais lógico seria acertar os ponteiros com a Qualcomm, mas a disputa de patentes entre as empresas deve impedir que isso aconteça.