Julgamento Apple x Epic fica para julho de 2021

Em audiência virtual, a juíza Yvonne Rogers marcou o julgamento da disputa Apple x Epic Games para julho do ano que vem.

A juíza também sugeriu que – em vez de decisão por um grupo de magistrados – o caso pode ser decidido por júri popular. Mas este ponto ainda não está decidido.

“É importante entender o que as pessoas comuns pensam. Essas questões de segurança as incomodam ou não?”, perguntou a juíza durante a audiência.

Segundo o AppleInsider, a Epic Games vai ter que ralar para vencer o caso. Ao longo da audiência, a juíza Rogers teria questionado vários pontos levantados pelos advogados da Epic.

Rogers enfatizou que toda a confusão começou por iniciativa da Epic, e não da Apple.

Foi a Epic que violou as regras da App Store ao modificar o Fortnite para contornar o sistema de pagamento da Apple e não pagar a famosa comissão de 30%.

A juíza também questionou a alegação da Epic Games que a Apple teria práticas monopolistas.

Mesmo com o julgamento marcado para julho é possível que o assunto seja resolvido antes, caso as empresas cheguem a um acordo fora dos tribunais para encerrar o processo.