Justiça dos EUA suspende contrato entre Pentágono e Microsoft

Uma juíza dos EUA suspendeu o contrato de serviços de nuvem firmado entre o Pentágono e a Microsoft.

A decisão é uma vitória da Amazon. A empresa acusa o presidente dos EUA, Donald Trump, de interferir na escolha do vencedor do contrato.

Como já comentado por aqui, a AWS – subsidiária de serviços de nuvem da Amazon – era considerada favorita para vencer a concorrência de US$ 10 bilhões.

Mas, no fim das contas, a Microsoft foi a escolhida.

A Amazon alega que, por conta da inimizade com Bezos, Trump teria tirado a AWS do páreo.

Na decisão, a juíza Patricia Campbell-Smith determinou que a Amazon pague US$ 42 milhões caso a liminar seja revista.