LG pode desistir de smartphones

As dificuldades da divisão de smartphones da LG já são conhecidas há anos. Mas ontem, pela primeira vez, a empresa admitiu que pode deixar este mercado.

O site Korea Herald divulgou um memorando no qual Kwon Bong-Seok, CEO da LG Electronics, menciona possíveis mudanças drásticas na área de celulares.

Um porta-voz da LG confirmou a autenticidade do documento e ainda comentou: “Com o aumento da competição global, chegou a hora de a LG fazer uma análise fria do mercado e tomar a melhor decisão. A empresa analisa todas as possibilidades, incluindo venda, redução de operações ou a completa retirada do mercado”.

A eventual saída da LG não seria uma surpresa. São 22 trimestres consecutivos de prejuízo, totalizando US$ 4,5 bilhões nos últimos cinco anos.

A empresa é forte em seu país natal, tem presença relevante no Brasil e até uma posição interessante nos EUA (terceira atrás de Apple e Samsung, explorando particularmente no segmento de smartphones baratos e pré-pagos). Mas globalmente fica na categoria “Outros” devido ao fraco desempenho em outros grandes mercados.

Como comentamos aqui no mês passado, há rumores de que uma das saídas seria a completa terceirização da divisão. A LG ficaria apenas com o design e basicamente “colaria o logotipo” nos aparelhos, que seriam produzidos por terceiros.