Lyft demite mil nos EUA

Ontem comentamos por aqui que o Uber pode demitir até 20% de seu quadro de funcionários.

No fim do dia, foi noticiado que as demissões já ocorrem na maior rival da empresa nos EUA, a Lyft.

Em documentos enviados à bolsa de valores dos EUA, a Lyft informa que demitirá cerca de mil funcionários, ou 17% de seu quadro.

Os funcionários restantes terão seus salários reduzidos entre 10% e 30%, dependendo do cargo.

Assim como o Uber, a Lyft foi duramente atingida pelas medidas de isolamento social, e a consequente queda no número de viagens.

Ao contrário do Uber, porém, a Lyft não tem um serviço de entregas como o UberEats, que poderia dar um fôlego para a empresa.