Mesmo com pandemia, AirBnb prepara IPO

A pandemia de coronavírus devastou o setor de turismo, mas não desanimou a AirBnb.

Mesmo com muitos países ainda em isolamento, a empresa segue em frente com seu plano de abrir capital no mercado financeiro.

Ontem, a companhia formalizou o início do processo de IPO, e revelou pela primeira vez alguns de seus números.

O balanço mostra que, fora um ou outro período, a empresa sempre rodou no prejuízo. No ano passado a AirBnb deu prejuízo líquido de US$ 674 milhões.

Neste ano, a AirBnb sentiu forte os primeiros meses da pandemia e, como comentamos por aqui, demitiu funcionários e eliminou sua verba de marketing.

Porém, mais recentemente as reservas voltaram a subir, graças a saídas de fim de semana e aluguéis para quem variar de lugar durante o home office.

“No início de 2020, quando a pandemia interrompeu viagens por todo o mundo, os negócios da AirBnb caíram significativamente. Mas em dois meses nosso modelo de negócios começou a se recuperar. As pessoas queriam sair de suas casas e viajar, mas não queriam ir para longe, nem para hotéis. Assim, as viagens domésticas rapidamente voltaram a ocorrer em maior volume”, disse a empresa em comunicado.