Musk faz acordo e continua à frente da Tesla

Elon Musk / Foto: JD Lassica – Wikimedia Commons

Na sexta-feira passada, finalmente chegou ao fim a polêmica entre Elon Musk, fundador e CEO da Tesla, e o FTC, órgão que supervisiona o sistema financeiro dos EUA.

Por meio de um acordo judicial, Musk concordou em publicar informações sobre a Tesla apenas após a revisão dos advogados da empresa.

Com o acordo, Musk se livra de um processo por desrespeito às leis americanas. Caso processado, ele poderia ser removido da presidência da Tesla e até mesmo preso.

A novela começou em agosto do ano passado, quando Musk disse no Twitter que iria recomprar todas as ações da Tesla e fechar o capital da empresa.

No fim das contas, porém, nada disso ocorreu e ele foi processado pelo FTC, acusado de passar informações falsas ao mercado.

Na época, Musk aceitou deixar a presidência do conselho da Tesla, mantendo-se como CEO, e prometeu “segurar a língua” no Twitter.

Mas, em fevereiro deste ano, ele novamente irritou o FTC ao publicar no Twitter projeções sobre a produção de carros da empresa.

O FTC então levou o caso à Justiça e, com o acordo da semana passada, o assunto está encerrado (por enquanto…).