Novo acionista quer Dorsey fora do Twitter

O fundo de investimentos Elliot comprou recentemente uma quantia significativa de ações do Twitter com um objetivo em mente: tirar Jack Dorsey do comando da empresa.

De acordo com reportagem da Bloomberg, o Elliot deve indicar quatro diretores para o conselho do Twitter na próxima reunião de governança, que deve ocorrer daqui a dois meses.

De acordo com a reportagem, parte das críticas a Dorsey está na falta de inovação da empresa e de ‘apetite’ para aquisições de startups.

Nos últimos anos, enquanto o Twitter se concentrou em aprimorar suas funcionalidades básicas, concorrentes como Snap e Instagram apresentaram novidades como filtros e Stories.

Do ponto de vista estritamente financeiro, o desempenho de Dorsey também não pode ser considerado brilhante.

A Bloomberg observa que as ações do Twitter subiram apenas 6% desde 2015 (quando Dorsey assumiu). As do Facebook, por outro lado, subiram 120%.

Além disso, Dorsey atua como CEO de duas empresas (além da Twitter, comanda a Square, de pagamentos digitais) e esse aspecto naturalmente vira um alvo para críticas sempre que uma das duas vai mal.

A agência observa que a posição de Dorsey é bem mais vulnerável do que a de alguns de seus pares, como Mark Zuckerberg no Facebook.

Diferentemente de Zuck, Dorsey não tem ‘super ações’ com poder de voto acima dos demais, e portanto não tem controle absoluto sobre a empresa.