Page e Brin deixam comando do Google

Larry Page e Sergey Brin, cofundadores do Google, anunciaram ontem que deixarão seus cargos executivos na Alphabet, conglomerado que controla o Google.

Daqui pra frente, Sundar Pichai, atual CEO do Google, será também CEO da Alphabet e comandará outras empresas do Grupo, como Waymo (de carros autônomos), Calico (saúde) e DeepMind (Inteligência Artificial).

Page e Brin não deram justificativas além do clássico “é tempo de mudança”, mas pouco deve mudar nas operações do Google.

Como CEO do Google desde 2015, Pichai já há alguns anos comanda a “máquina de dinheiro” da Alphabet, ou seja a divisão de publicidade do Google.

Por outro lado, é ele também que lida com os “pepinos” da empresa, como audiências no Congresso dos EUA e revolta de funcionários.

Já Page e Brin estavam cada vez menos envolvidos com os negócios da Alphabet e pouco apareciam em reuniões com funcionários.

Vale ressaltar que, mesmo deixando seus cargos executivos, Page e Brin continuam como membros do conselho da Alphabet e são os dois maiores acionistas da empresa. Por isso, eles ainda manterão influencia decisiva em grandes decisões estratégicas da companhia.