Pressionado, Zuck terá reunião com organizadores de boicote

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, concordou em se reunir com os organizadores do boicote de anunciantes à rede social. A reunião deve ocorrer na segunda ou terça da próxima semana.

Como já comentado por aqui, o movimento #StopHateForProfit vem ganhando a adesão de empresas de peso, como Coca-Cola, Verizon, Starbucks e Unilever.

Os organizadores querem usar o movimento para pressionar o Facebook a jogar mais duro contra discurso de ódio em sua plataforma.

De acordo com a Reuters, nas últimas semanas executivos do Facebook realizaram reuniões com anunciantes, mas não deram detalhes sobre medidas da empresa em relação ao conteúdo de discurso de ódio.

Para o Facebook, no entanto, é improvável que o boicote tenha um grande impacto financeiro.

As 100 principais marcas no Facebook em 2019 provavelmente geraram apenas 6% da receita anual total de 70 bilhões de dólares da empresa, de acordo com analistas de mercado.

As notícias do boicote causaram uma perda de US$ 56 bilhões do valor de mercado do Facebook na última sexta-feira. Mas nesta semana as ações já voltaram a subir.