Produção de PCs cresce na pandemia

A produção de notebooks e desktops cresceu 13% no terceiro tri deste ano, em comparação com o ano passado. Com isso, o mercado de PCs atingiu marcas inéditas desde 2010.

O aumento na produção e nas vendas, segundo a Canalys, reflete os efeitos da pandemia, com mais empresas e pessoas se equipando para trabalhar de casa.

A consultoria também afirma que governos ajudaram nas vendas, principalmente na compra de equipamentos destinados a estudantes durante o período de isolamento.

No terceiro trimestre deste ano foram produzidos 79,2 milhões de PCs, dos quais 64 milhões foram notebooks.

A Lenovo liderou o ranking dos fabricantes, com 19,2 milhões de unidades produzidas, seguida por HP (18,6M), Dell (12M), Apple (6,3M) e Acer (5,8M).