Rappi processa iFood no Cade

O uso dos apps de delivery aumentou muito durante a pandemia, e a disputa pelo mercado também.

Em um novo capítulo desta briga, o Rappi entrou com um ação contra o iFood no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

A ação foi motivada pelos contratos de exclusividade que o iFood estabelece com os restaurantes.

O Rappi também tem suas exclusividades, mas alega que o iFood está fechando exclusividade com um número excessivo de restaurantes, abusando de sua liderança e atrapalhando a competição no setor.

O argumento é apoiado pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), que também entrou com ação semelhante no Cade.

Por meio de nota, o iFood disse que está “convicto de que o mercado é saudável e que as suas políticas comerciais são benéficas a todas as partes do setor de alimentação”.

O Cade não informou quando pretende avaliar o processo.