Receita do Zoom dispara em 2020

No início do ano passado muita gente nem sabia o que era o Zoom. Mas neste ano a história se inverteu e o difícil é conhecer alguém que nunca ouviu falar do app.

O crescimento de usuários se refletiu também na receita da companhia, que cresceu nada mais nada menos do que 326% em relação a 2019 e chegou a US$ 2,6 bilhões no ano passado.

A empresa – que já tem nove anos de idade, mas antes da pandemia tinha algum nome apenas no mercado corporativo – continua seu bom momento em 2021 à medida que o isolamento social se prolonga. Apenas no primeiro trimestre deste ano, a receita esperada é de US$ 900 milhões.

Será necessário esperar um pouco para ver se o Zoom continuará a ter um papel relevante entre apps de videochamadas em um cenário pós-pandemia, ou se será superado pela concorrência.

Ao longo do ano passado, gigantes como Google e Microsoft aprimoraram seus apps de vídeo para dar conta da alta demanda por este tipo de função.

Ontem mesmo, a Microsoft anunciou várias novidades para o Teams, incluindo criptografia ponta-a-ponta nas chamadas.