Remover chinesas pode custar US$ 1,8 bilhão aos EUA

A remoção de equipamentos de empresas chinesas (principalmente ZTE e Huawei) da infraestrutura de telecomunicações dos EUA pode custar até US$ 1,8 bilhão.

A conta foi feita pelo FCC, órgão que regula as telecomunicações no país.

Segundo o FCC, cerca de US$ 1,6 bilhão pode ser bancado pelo governo, mas os fundos para isso não foram aprovados.

Como já comentamos por aqui, as pequenas operadoras rurais dos EUA são muito dependentes dos equipamentos chineses, e não têm dinheiro para trocá-los.

Em apenas um exemplo, uma operadora de Oregon disse ao Verge que, para trocar equipamentos com valor de US$ 500 mil da Huawei seriam necessários cerca de US$ 1,5 milhão.

Em comunicado, o FCC pediu ao Congresso americano que aprove o mais rápido possível a verba para troca dos equipamentos.