Rússia lança ofensiva contra o Twitter

A Rússia decidiu ontem reduzir a velocidade de acesso ao Twitter. A justificativa é que o Twitter não teria removido conteúdo considerado impróprio pelo governo russo.

O Kremlin alega que o Twitter não apagou posts que teriam incitado crianças a participar de protestos contra o governo.

“A redução de velocidade será aplicada a 100% dos acessos móveis e a 50% dos acessos de computadores”, disse o governo em nota.

A Rússia tradicionalmente pega mais leve na regulação da internet do que sua vizinha China.

Entretanto, a prisão do opositor Alexei Navalny ocasionou uma onda de protestos contra o governo Putin, e o movimento vem ganhando força nas últimas semanas.

Os manifestantes têm usado as rede sociais para organizar os protestos, fato que não agrada o governo russo.

A velocidade mais baixa pode ser apenas a punição inicial ao Twitter. Segundo autoridades russas, o app pode ser bloqueado no país caso não “coopere com as autoridades”.