Smartphones são caros, e vão ficar mais ainda

Em extensa matéria (em inglês), a Cnet mostra que os smartphones vão ficar cada vez mais caros. A reportagem pega como exemplo o iPhone X, que assustou muita gente ao ser vendido por US$ 999 nos EUA.

Quem apostava em vendas fracas do aparelho, porém, perdeu. Segundo Tim Cook, CEO da Apple, o iPhone X foi o produto mais vendido da Apple no último trimestre.

O sucesso do iPhone X provou que os consumidores estão dispostos a pagar mais, e isso virou uma tendência também entre outros fabricantes, incluindo a Samsung, grande rival da Apple no segmento.

A fabricação é cara, mas… Especialistas consultados pela CNET admitem que criar recursos cada vez mais sofisticados tem seu preço, mas somente isso não explica o aumento dos preços dos modelos mais caros. “O custo de fabricação é mais alto, mas acredito que há uma margem de lucro maior aplicada pelos fabricantes. Isso se deve ao fato de que os aparelhos são símbolos de status”, diz a analista Carolina Milanesi.

E no Brasil… Os preços de smartphones já haviam aumentado substancialmente em 2015 com fim da Lei do Bem, que concedia alguns benefícios fiscais a fabricantes de eletrônicos. No caso do iPhone os preços dispararam. Em 2014, o modelo mais caro do iPhone 6 Plus chegou ao país por R$ 4.399; em 2016, o iPhone 7 mais poderoso custava R$ 4.899. Já no fim do ano passado, o iPhone X mais caro chegou ao País por R$ 7.799.