Softbank tem primeiro prejuízo em 14 anos

O grupo de investimento japonês Softbank informou ontem seu primeiro prejuízo trimestral em 14 anos.

O déficit foi de US$ 6,8 bilhões no terceiro tri deste ano e os culpados foram basicamente dois: Uber e WeWork.

O Softbank tem grande participação acionária nas duas empresas, e ambas vêm decepcionando os investidores.

Apostas arriscadas

Como já comentado por aqui, o IPO do Uber ficou abaixo das expectativas e a empresa recentemente informou um prejuízo de US$ 5 bilhÕes, sem perspectiva de lucro no curto prazo.

Na WeWork os problemas foram piores ainda e o IPO teve que ser cancelado. A empresa, que chegou a ser avaliada em mais de US$ 40 bilhões em maio deste ano, agora vale cerca de US$ 7 bilhões.

Para evitar a falência da WeWork, o Softbank teve que fazer um aporte de emergência de US$ 9,5 bilhões e afastar o problemático CEO Adam Neumann da empresa.

Chefão do Softbank, Masayoshi Son admitiu erros de avaliação. “Houve problemas em minhas decisões e tenho que refletir sobre isso”, disse a investidores.

Como comentamos recentemente por aqui, analistas de mercado começam a duvidar do “Toque de Midas” de Son, em vista dos desempenhos ruins de algumas das startups bancadas pelo Softbank.