Softbank vai vender US$ 41 bilhões de seu patrimônio

O conglomerado Softbank Group, um dos maiores gestores de fundos de investimentos em startups do mundo, anunciou que deve vender US$ 41 bilhões em ações de empresas subsidiárias.

Foi a forma encontrada por Masayoshi Son, líder do grupo, para acalmar os investidores.

Com a crise dos mercados causada pelo coronavírus, o Softbank já perdeu mais de 40% de seu valor de mercado em algumas semanas.

Em um momento de aversão ao risco, o Softbank está particularmente vulnerável por ter muitos investimentos em startups que dão prejuízo, como o Uber.

Analistas cogitam que o Softbank pode vender sua parte do gigante do e-commerce Alibaba.

Outra opção seria a venda da ARM, empresa britânica que cria designs de chips usados por Apple, Samsung, Qualcomm e outras gigantes de tecnologia. O Softbank comprou a ARM há quatro anos, por US$ 32 bilhões.

O valor arrecadado deve ser usado para quitar dívidas e recomprar ações do Softbank no mercado.