Spotify acusa Apple de prejudicar concorrência

Em documento enviado a autoridades da União Europeia, o Spotifyacusa a Apple de violar as leis de concorrência do bloco.

Segundo o Spotify, a Apple usa de práticas anticompetitivas ao cobrar taxa de 30% sobre todas as assinaturas de apps feitas por meio da App Store, loja de aplicativos do iPhone.

O Spotify afirma ainda que a taxa não é apenas um custo adicional, mas sim parte de uma grande estratégia da Apple para prejudicar os rivais de seu serviço de música, o Apple Music.

A empresa pede ainda que as autoridades antitruste da Europainvestiguem as restrições impostas pela Apple aos desenvolvedores de apps para iPhone e iPad.

A queixa do Spotify chega em um momento em que as atenções de reguladores de todo o mundo se voltam para as Big Tech.

A senadora americana Elizabeth Warren, que defende a ideia deseparar grandes empresas de tecnologia para evitar práticas anticompetitivas, disse que o controle da Apple sobre a Apps Storedeve ser investigado.

“A queixa do Spotify é só mais um exemplo de como essas grandes empresas prejudicam a competição em seus mercados”, disse a senadora, que também é pré-candidata à Presidência dos EUA.