Trump quer banir TikTok nos EUA

Após sanções contra Huawei e ZTE, o governo americano estuda agir também contra apps chineses, a começar pelo TikTok.

“Estamos levando isso muito a sério e monitorando o TikTok”, disse o secretário de estado Mike Pompeo em entrevista à Fox.

Ele disse ainda que americanos devem baixar o TikTok “apenas se quiserem que seus dados parem nas mãos do Partido Comunista Chinês”.

Fear of a Red Planet

A pressão sobre o TikTok vem na esteira das tensões comerciais e políticas entre EUA e China. E o bloqueio a empresas chinesas é uma das poucas unanimidades entre políticos democratas e republicanos.

No caso do TikTok, a empresa já foi obrigada a pagar US$ 5 milhões para encerrar um processo nos EUA, há três meses.

A empresa foi processada por coletar dados de menores de 13 anos sem o consentimento dos pais, ferindo leis americanas de proteção a crianças.

Em sua defesa a TikTok disse que tem um CEO americano e centenas de funcionários no país, e negou fornecer dados ao governo chinês.

Kevin Mayer, ex-executivo da Disney, assumiu em maio deste ano como CEO do TikTok.

Reportagem recente da Reuters afirmou que a ByteDance – dona do TikTok – vem transferindo operações para fora da China, a fim de desvincular sua imagem de sua terra natal.

A empresa vem aumentando sua presença nos EUA e em outros mercados, como o Brasil.