Twitter e Facebook suspendem contas de bolsonaristas

O Twitter e o Facebook suspenderam na noite da última sexta-feira contas de aliados do presidente Jair Bolsonaro. Ao todo, foram 16 contas do Twitter e 12 do Facebook.

A suspensão foi determinada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, no âmbito do inquérito das fake news.

Entre os alvos da ação estão Luciano Hang, o popular Véio da Havan; e Edgar Corona, dono das academias SmartFit. Também foram suspensas contas de ativistas como Sara Winter e políticos, entre eles Roberto Jefferson.

A decisão de Moraes havia determinado em maio uma série de medidas judiciais, como o cumprimento de mandados de busca e apreensão e quebras de sigilo contra apoiadores de Bolsonaro.

A ação tem por objetivo identificar quem estaria financiando um esquema fraudulento de divulgação de notícias falsas e ameaças a ministros do STF.