Uber ainda depende de tecnologia da Waymo para carros autônomos

Em documento enviado a órgãos financeiros dos Estados Unidos, a Uber admitiu que ainda usa tecnologia da rival Waymo, controlada pela Alphabet, dona do Google.

As duas empresas competem no mercado de carros autônomos e, no ano passado, a Uber concordou em pagar um valor a Waymo por usar indevidamente tecnologia da rival.

Como parte deste acordo, as empresas concordaram também em contratar uma firma independente para garantir que nenhuma tecnologia da Waymo continuaria a ser usada pela Uber.

A análise da consultoria, porém, apontou que ainda há tecnologias da Waymo em uso pela Uber.

O relatório deixa a Uber em situação difícil e com duas opções

A primeira é fazer um novo acordo com a Waymo, o que poderia ser caríssimo, caso a Waymo se interesse.

A segunda seria remodelar completamente seu projeto de carros autônomos, o que levaria tempo e também demandaria mais dinheiro.

Enquanto a Waymo já começou a testar seus carros autônomos, o projeto da Uber está parado desde o ano passado, após o acidente em que uma pessoa foi morta por um veículo da empresa.