UE multa Google em 1,5 bilhão de euros

A União Europeia anunciou ontem uma multa de 1,5 bilhão de euros(cerca de R$ 6,4 bilhões) ao Google.

A empresa foi multada por ter praticado concorrência desleal em seus serviços de publicidade e violado leis antitruste, segundo autoridades da UE.

Mais especificamente, o Google teria usado sua plataforma de publicidade AdSense para privilegiar seus próprios serviços em relação aos concorrentes.

A prática viola as leis antitruste da União Europeia. Uma empresa pode dominar um mercado, desde que não abuse de sua posiçãopara restringir a concorrência.

Esta é a terceira multa aplicada pela UE ao Google, mas a empresa ainda não pagou nenhuma e recorreu das sentenças nos casos anteriores.

Em sua defesa, o Google afirmou que está trabalhando para atender às demandas europeias e dar mais mais espaço a concorrentes.

Possivelmente antecipando a punição, o Google anunciou ontem que permitirá que usuários de Android na Europa escolham o navegador e a ferramenta de busca de seus celulares.

É o mesmo que a Microsoft fez há dez anos, quando foi acusada pela UE de prejudicar outros browsers no Windows.

Na época, a empresa foi obrigada a incluir uma tela com outras opções de navegador em seu sistema.