Zoom ganha popularidade na cola do coronavírus

Ontem comentamos por aqui que o uso de serviços do Facebook, como o WhatsApp, dispararam nos últimos dias devido a medidas de isolamento em vários países.

Mas outro app bem menos conhecido também vem ganhando popularidade nos últimos dias: o Zoom.

O serviço de chamadas de vídeo lidera a lista de apps mais baixados do iPhone em vários países.

Refletindo o aumento de usuários, as ações da empresa subiram quase 30% nas últimas duas semanas, período que tem sido desastroso para as bolsas e para muitas empresas de tecnologia.

Com tantos apps de vídeo por aí, muita gente se pergunta por que o Zoom virou a bola da vez.

Parte da resposta está na simplicidade e no custo. A versão grátis do app permite chamadas individuais ilimitadas e permite chamadas em grupo de até 40 minutos e 100 pessoas.

O serviço também é multiplataforma, e funciona em iPhone, Android, PCs e Macs.

À CNBC, funcionários de grandes empresas que usam também os recursos corporativos disseram ainda que, no geral, o app oferece uma experiência de uso melhor do que a do Skype, com qualidade de chamadas superior e mais facilidade em acionar os recursos.