Zoom toma medidas para evitar trollagem em chamadas

O Zoom anunciou que vai fazer algumas mudanças para evitar o zoombombing, prática em que uma pessoa ‘invade’ uma chamada para ‘bagunçar a casa’.

A partir desta semana, será necessária uma senha para acessar as videochamadas. Esse recurso já existia, mas não era habilitado por padrão.

O Zoom também vai ativar ‘salas de espera virtuais’. Assim, o dono da reunião terá que aprovar a entrada de cada pessoa na chamada. Este recurso também já existia, mas não era habilitado por padrão.

As novas medidas fazem parte da estratégia da empresa para ‘arrumar a casa’ desde que o uso do app explodiu há algumas semanas.

Matéria recente do NY Times mostra que grupos têm se organizado em redes sociais para trollar reuniões no zoom, exibindo conteúdo sexual ou ofensas racistas em reuniões.

Como comentamos aqui recentemente, o Zoom vem recebendo duras críticas por falhas de privacidade e outros problemas. O app já foi banido de algumas empresas, como a Tesla.

Na última sexta-feira, as escolas da cidade de Nova York também baniram o aplicativo, por entenderem que ele não oferece a segurança necessária para reuniões.