Zuck afasta Facebook de atrito com Trump

Em longa reportagem, o New York Times detalha como Mark Zuckerberg vem afastando o Facebook de atritos com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Como comentado por aqui, Trump ‘declarou guerra’ contra o Twitter após ter um tuíte marcado como conteúdo falso. Sem provas, o tuíte falava sobre uma suposta fraude no sistema de votação por correio, muito usado nos EUA.

O mesmo texto do polêmico tuíte foi publicado no Facebook, mas nenhum tipo de ação foi tomada pela rede social.

“Temos sido claros em nossas regras, não achamos adequado realizar verificação de fatos em posts de políticos”, disse Zuckerberg.

Segundo ele, o Facebook “evitará ao máximo dizer o que é certo e o que é errado” e “optará pela pluralidade de pontos-de-vista”.

O NYT observa que a estratégia de Zuckerberg pode ser uma forma de evitar regulamentações e processos contra sua empresa. Afinal, para qualquer empresa em qualquer país, é ruim ter inimigos no governo.

Dessa forma, para alguns analistas consultados pelo NYT, a estratégia de Zuck é correta do ponto-de-vista das relações com o governo.